FAÇA A DIFERENÇA


 A Diferença 
É preciso observar a diferença entre a alegria humana e a do Espírito. O contentamento do homem natural se manifesta em ocasiões esporádicas; seu sorriso depende das circunstancias. Aquele que teme o Senhor, porem, convida a alegria para habitar em sua casa. O homem natural se deleita com o pecado, ao passo que o espiritual anseia por santidade. Existem pessoas – inclusive na igreja – que riem de tudo. Essas agem como tolas, pois confundem o júbilo sincero com ironia. E vez de louvar, escandalizam.


Algumas pessoas chegam até mim queixando-se de terem perdido o contentamento do primeiro amor. Ora, ninguém perde a alegria na comunhão com o Senhor; antes, deixa de lado as coisas do alto. No momento em que o Pai deposita alegria no coração de Seus filhos, nenhum mal consegue tomá-la. O inimigo tenta, mas fracassa, pois o cristão está firmado na Palavra. Saiba que os dons de Deus são interrogáveis; uma vez concedidos, podemos agradecer e dizer: “Essa bênção já é minha!” Assim somos habilitados para fazer e viver a mudança neste mundo corrompido.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)