MIL DESCULPAS, NÃO SEI RECEBER AMOR!


Muitas experiências nos mostram nossa grande dificuldade de receber amor.

Como assim? Ser amado é tão bom, não há motivos pra eu recusar carinho e atenção... Verdade?
As coisas não são bem assim se você considerar as perdas e mágoas por que já passou. De fato, elas deixaram aqui e ali pequenos, médios, grandes espaços vazios, até hoje não preenchidos.

Então, quando uma pessoa mantém um relacionamento, ou mesmo fica super-hiper-amiga de alguém, pode acontecer de COBRAR, EXIGIR, DITAR normas impossíveis de cumprimento, tudo porque quer tirar o atraso do passado. Ela precisa, é sedenta de atenção e carinho.

Tudo isso pode fazer lembrar eventos, ou brigas, ou discussões, onde você ficava irritado, mal-humorado, aborrecido ou "de mal" por vários dias ou semanas, simplesmente porque queria algo SUPER ESPECIAL de alguém que, como você, é humano e tem limitações.

Ora, vivemos nos dias atuais em um mundo extremamente egoísta e injusto, pois todos têm necessidades e os meios para supri-las são reduzidos.

Competição para obter melhores notas, concursos para empregos, lucros nos negócios, rivalidade até no lar, que envolvem marido e mulher, filhos, sogra e outros parentes.

Isto, infelizmente gera um círculo vicioso onde "a falta de amor em momentos chave, impede que seja possível aproveitar este sentimento quando se mostra presente".

O povo de Israel nos oferece um exemplo de grande magnitude, pois quando Jesus veio à Terra - cumprindo a maior promessa de amor de Deus (João 3:16) -, encontrou pessoas tão sofridas e assustadas, mesmo com séculos de prática religiosa, que eles O recusaram (João 1.11).

Esta é uma situação lamentável, uma vez que o amor é tão importante que está destinado a existir na eternidade (I Coríntios 13.13), e não desfrutar dele é mais penoso do que estar sem água em um deserto.

Seguramente é possível restaurar a capacidade de receber e doar amor, mesmo que de uma forma um tanto limitada, pois Paulo nos orienta que sempre iremos estar aquém da quota deste sentimento:

A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. (Romanos 13.8).

Se considerar difícil recuperar antigos desencontros neste campo, começando pela aproximação para com pessoas que conhece, convive, ou é ligado por laços de parentesco, recomendaria que tentasse se exercitar chegando-se a Deus, pois Ele é a fonte viva do amor, sem qualquer sombra ou falha, e por este meio podemos conhecê-lo.

Conhecendo o amor pleno de Deus, você não terá mais a frustração de esbarrar com as limitações alheias. Ficará mais fácil entender falhas e perdoar. E aí, já preenchido com o amor do Eterno, você estará em condições – bem mais tranquilas – de AMAR e SER AMADO.

Por isso, não fique preso a situações antigas. Não desista. Deus não desiste de você, nunca.

Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. (I João 4.7-8) Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor.

Fonte: Pastor Elcio www.pastorelcio.com

Por: Luana Raposo

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui ( 2)

2 Comentários:

  1. O que dizer da mais pura realidade em que vivemos...
    Isso tem que mudar, tempos que aprender a agir conforme a vontade
    de Deus e não conforme nossa vontade.
    Deus abençoe a todos!!! Elaine Yamamoto

    ResponderExcluir

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)