TRIBULAÇÃO


“Que a graça do Senhor Jesus Cristo, o amor de Deus e a presença do Espírito Santo estejam com todos vocês!” (2 Coríntios 13.13)

·         Suportando as Aflições

Em 2 Coríntios 1.3-11, o apóstolo Paulo discorre sobre o Deus de toda consolação. “Ele nos auxilia em todos as nossas aflições para podermos ajudar os que têm as mesmas aflições que nós temos. E Nós damos aos outros a mesma ajuda que recebemos de Deus” (2 Co 1.4). Somos consolados para nos sentirmos melhor, mas principalmente a fim de consolarmos a outros.

O versículo 5 apresenta uma verdade que contraria muito do que se prega hoje em dia: “Porque, assim como tomamos parte nos muitos sofrimentos de Cristo, assim também, por meio dele, participamos da sua grande ajuda” ( 2 Co 1.5). O que vemos diariamente na mídia? Pregadores dizendo que o crente fiel vive longe dos problemas e lutas... A Palavra de Deus diz que as aflições de Cristo – ou por estarmos seguindo a Cristo – são abundantemente em nós!

Portanto, o Deus de toda terra a consolação nos encoraja a suportarmos com paciência as aflições que padecemos, haja vista serem elas para o nosso aperfeiçoamento. Leia 2 Coríntios 1.6,7.

·         Nossa Leve e Momentânea Tribulação

Por incrível que pareça, todas as nossas lutas nesse mundo são consideradas leves, quando comparadas com a glória que em nós será revelada no futuro (Rm 18; 1 Ts 4.16-18). Por isso, em 2 Co o apóstolo Paula enfatiza que as tribulações que nós enfrentamos produzem para nós peso eterno de glória mui excelente.

Você sofre muito por causa das lutas do dia-a-dia? Então é preciso que aprenda as lições contidas na Palavra de Deus. A Bíblia diz, em 2 Co 4.7 : “Porém nós que temos esse tesouro espiritual somos como postes de barro para que fique claro que o poder supremo pertence a Deus e não a nós.

Somos apenas vasos de barro, sujeitos a todas as provações e tentações. Contudo, o melhor para nós –ainda que tenhamos momentos de felicidades na Terra – está no Céu. Daí a Palavra de Deus dizendo que somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, e não desamparados; perseguidos, e não desamparados; e ainda: abatidos, e não destruídos.

Com o tempo o nosso corpo se desgasta (1 Pe 1.24). Hoje, você é jovem, com toda a força, mas, daqui a alguns anos, não haverá tanta energia, e as suas forças diminuirão, haja vista a duração média de nossa vida ser setenta anos (Sl 90.10). Mas, o que diz que ainda o precioso texto sagrado? “Por isso nunca ficamos desanimados. Mesmo que o nosso corpo vá se desgastando, o nosso espírito vai se renovando dia a dia” (2 Co 4.16).

·         As Aflições de Paulo

A Vida de sofrimento do apóstolo Paulo é um exemplo para nós. É claro que eu e você não precisamos sofrer como ele sofreu, mas a postura dele ante as tribulações é a que devemos ter, a fim de que sejamos vencedores (2 Co 6.3-5). Por isso, ele mesmo disse “Ás vezes ficamos tristes, outras vezes ficamos alegres.” Parecemos pobres, mas enriquecemos muitas  pessoas. Parece que não temos nada, mas na verdade possuímos tudo” (2 Co 6.10) Glória a Deus!

·         A graça de Deus nos Basta 

Paulo disse  que não se gloriem, a não ser em suas fraquezas... Mas não pense que ele era um super-homem. Foi Deus quem agiu, para que o apóstolo reconhecesse que nada era. O versículo 7 diz que Paulo sofreu em sua própria carne a fim de que não se gloriasse por causa das excelências das revelações que Deus lhe fizera. Ele orava três vezes para vencer uma grande provação, mas a impressão que tinha era de que o Senhor o abandonara. Então, Deus respondeu-lhe : “A minha graça é tudo o que você precisa, pois o meu poder é mais forte quando você está fraco” ( 2 Co 12.9).
  

É muito difícil ouvir hoje pregações que abandonem a realidade das tribulações, embora o próprio Senhor Jesus tenha dito: “No mundo vocês vão sofrer...” (Jô 16.33).

Fonte: Revista da Escola Bíblica Dominical

Por: Taiany

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)