O AMOR NO NAMORO


©      Amor para Deus

Um genuíno amor a Deus afetará o conceito do namoro. Ele será considerado uma oportunidade para se familiarizar com uma pessoa, de modo a avaliar seu caráter, personalidade, intelecto, disposição e aptidão em geral para o casamento.Infelizmente, o único modelo que muitas pessoas tem no namoro é o de “Hollywood”, que parece medir o sucesso em termos do prazer sexual conseguido. A química sexual é tão forte, contudo, que quando começa a influenciar o desenvolvimento do namoro, o casal tente a ficar cego para todas as outras considerações. O amor a Deus afetará nossa escolha de um parceiro para o namoro. Em vista do conceito mencionado acima, nenhum indivíduo que seja moral e espiritualmente inapto para o casamento deveria ser namorado. O namoro tende a aumentar nossa tolerância das faltas do outro. Enquanto essas faltas sejam físicas, econômicas  sociais ou mesmo temporais por natureza, tal tolerância pode não ser falta. Mas muito frequentemente faltas morais e espirituais chegam a ser aceitas e os resultados são desastrosos para a alma. O amor a Deus também afetará a nossa conduta no namoro. Deus será reconhecido como um acompanhante em todos os encontros. Seu olhar que tudo vê não será esquecido, mesmo no escuro. “De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segunda a tua palavra” (Salmo 119:9)

©      Amor para o companheiro

Nosso amor por um parceiro de namoro precisa ser um amor piedoso. Tal amor “não busca o que é seu”. Um rapaz cuja preocupação principal no namoro e casamento é o que ele vai conseguir de uma moça não é um bom candidato para o casamento; nem o é a moça que é inteiramente egoísta. Enquanto um homem não reconhece o amor sacrifical de Cristo pela igreja com seu ideal, ele não está preparado para o casamento. Nem uma moça estará pronta para o casamento enquanto não estiver ansiosa para ser “auxilio” para seu esposo. Se o egoísmo é um problema no namoro, será muito pior no casamento. Um namoro cristão está profundamente preocupado com o bem estar espiritual dos outros. Um homem com tal amor, tendo escolhido uma mulher piedosa para sua companhia, jamais pensaria em violar a virtude dela, não importa quão forte suas paixões possam ser. O amor que vem de Deus nunca deve desafiar outro a pecar com as palavras, “Se ama, você fará”. Amor piedoso não se regozija na iniquidade”. Qualquer expressão suporta de amor que seja desagradável a Deus, é fraudulenta.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)