A BÍBLIA



Nos primórdios da civilização o homem para viver em grupo necessitou de normas que regulasse os seus direitos e deveres. Surge assim, após diversas experiências, a constituição que, transgredia, priva o cidadão dos bens aiores: a vida, a liberdade, etc.  Semelhantemente no mundo espiritual, Deus estabeleceu a Bíblia como fonte de vida. A Palavra de Deus liberta da escravidão do pecado os que vivem na mentira.  Horace Greeley assim define a importância da Bíblia: "É impossível escravizar mental ou socialmente um povo que lê a Bíblia". Os princípios bíblicos são os fundamentos da liberdade humana: "E conhecereis a verdade , e a verdade vos libertará" (Jo 8.32).  O conhecimento da Bíblia Sagrada posto em prática, liberta o ser humano da escravidão do pecado, pois quem comete o pecado é escravo do pecado. Necessitamos da Bíblia, pois é alimento espiritual para nós: "Achando-se as tuas palavras, logo comi, e a tua palavra foi para mim o gozo e alegria do meu coração; porque pelo teu nome me chamo, ó Senhor, Deus dos Exércitos" (Jr 15.16).  A Escritura é a segurança para caminharmos no mundo de trevas: "Lâmpadas para os meus pés é a tua palavra e luz para o meu caminho" (Sl 119.105). Muitos andam em trevas por não conheceram a luz gloriosa de Deus.  A Bíblia é a maravilhosa biblioteca de Deus com sessenta e seis livros. É acima de tudo verdade para o fatigado peregrino; é hábil, eficaz r vigoroso cajado. Para os sobrecarregados  oprimidos pelos fardos da vida, ela é suave descanso; para os que foram feridos pelos delitos e pecados, é um bálsamo consolador. Aos aflitos e desesperados, sussurra uma alegre mensagem de esperança. Para os desamparados e arrastados pelas tormentas da vida é uma âncora segura; para a solidão, é uma mão repousante que acalma e tranquiliza suas mentes.  O termo Bíblia não existe nos texto das Sagradas Escrituras. O vocábulo "Bíblia" significa coleção de livros pequenos e deriva da palavra "biblos", nome dado pelos gregos e deriva da palavra preparada para a escritura.  A palavra portuguesa Bíblia vem do grego, bíblia que é plural de "bíblion", livros. A expressão "Bíblia" foi aplicada ás Sagradas Escrituras por João Crisóstomo, patriarca de Alexandria. Trata-se de uma coleção de livros perfeitamente harmônicos entre si.  Tais livros foram reunidos num só volume através de um longo processo histórico divinamente dirigido: a sua canonização; isto é, o reverente, criterioso e formal reconhecimento pela Igreja dos escritos divinamente inspirados do Antigo e do Novo testamento.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui ( 1)

1 Comentário:

  1. "Cremos na ispiração divina e pelna da Bíblia, bem como na sua infalibilidade e inerrância, como única regra de fé normanativa para a vida e o caráter cristão".

    ResponderExcluir

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)