NÃO TENHAM MEDO, PEQUENO REBANHO...

"Pois foi do agrado do Pai dar-lhes o Reino" (Lucas 12.32)


Na Bíblia encontramos a seguinte parábola:

"A terra de certo homem produziu muito e então ele pensou consigo mesmo. O que irei fazer? Não tenho onde armazenar toda minha colheita. E então ele mesmo respondeu: Já sei o que vou fazer, vou derrubar os meus celeiros e construir novos e maiores e ali poderei guardar tudo o que colhi e todos os bens que possuo. E direi a mim mesmo: Você tem bens armazenados para muitos anos. Descanse e coma, beba e alegre-se".

“Contudo, Deus lhe disse: Insensato! Esta mesma noite sua alma será pedida. E então, quem ficará com tudo que você possui?”

“Assim acontece com quem guarda para si riquezas, mas não é rico para Deus” (Lucas 12.16-21)

O fazendeiro da parábola acima até parecia um sujeito sábio e decente, até onde o sabemos era um homem que conseguiu tudo honestamente, que lutou e trabalhou a vida toda para que em sua velhice pudesse descansar com fartura.

Então onde foi que o homem errou? Jesus responde, mostrando na própria parábola uma gama de pronomes pessoais, o que mostra que o homem era vazio de Deus e só pensava em si mesmo.

“Ele pensou consigo mesmo: O que [eu] irei fazer”? [Eu] Não tenho onde armazenar toda a minha colheita. E então [ele] mesmo o respondeu: Já sei o que [eu] vou fazer, [eu] vou derrubar os meus celeiros e construir novos e maiores e ali [eu] poderei guardar tudo o que [eu] colhi e todos os bens que [eu] possuo. E [eu] direi a [mim] mesmo: Você tem bens armazenados para muitos anos. Descanse e coma, beba e alegre-se.”

Seu erro não foi o fato de ter planejado uma boa velhice para si, Jesus não criticou a riqueza do homem, mas sim sua arrogância e a falta da presença de Deus em sua vida. Tudo seria muito melhor se ele tivesse levado seu dinheiro a pessoa certa [DEUS] e perguntado: O que queres que eu faça?

Juntar riquezas é uma defesa que os seres humanos usam contra um futuro incerto. E se não houvesse Deus, juntar riquezas talvez seria a única resposta certa para um futuro incerto. Porém, Deus existe e quer que seus filhos confiem nele e não em dinheiro.Ele mesmo disse: “Não se preocupem com sua própria vida... Nem com o que comer ou beber, não se preocupem com isso” (Lucas 12.22-29). Não devemos seguir o caminho do fazendeiro e passar a vida toda nos preocupando com o futuro incerto, mas devemos colocar a nossa confiança no Senhor e crer que TUDO ele irá preparar e que não devemos ficar ansiosos.

“Não tenham medo pequeno rebanho, pois foi do agrado do Pai dar-lhes o Reino” (Lucas  12:32)

O Deus a qual servimos é um Deus de provisão e ele é o dono de tudo. Tudo ao Senhor pertence. Ele é a fonte de bênçãos e misericórdias. Absolutamente generoso e confiável. E nós ensina a dividir e compartilhar os nossos bens com o próximo e ordena que sejamos ricos em praticar o bem e boas ações. (1 Tm 6:17-19) Troque o medo do futuro incerto pela fé no Deus vivo, afinal a ele pertence o amanhã.

(Alguns trechos foram baseados no livro Sem medo de viver – Max Lucado)


Por: Luana Raposo

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)