TEMPERAMENTO! COMO VOCÊ É?

Sejam sempre humildes, bem educados e pacientes, suportando uns aos outros com amor. (Efésios 4.2)


É bom se conhecer. Só assim a gente aplica melhor as nossas capacidades, aprendendo a conviver com os problemas á nossa volta e com as pessoas. E, acima de tudo, passamos a aprender com os nossos defeitos, criando maneiras de evitar que nossos erros se repitam. A melhor maneira de nos conhecermos é conhecer o nosso temperamento.

Temperamentos

Os Sanguíneos. Se você tem o perfil de uma pessoa sanguínea, certamente já aprontou muitas travessuras na infância, sempre falou muitas travessuras na infância, sempre falou muito na sala de aula e até hoje tem dificuldade para ficar quieto. Você deve gostar de atividades agitadas e está sempre em busca de novas aventuras. Por mais que todos tenhamos momentos de tristeza e de preocupações, certamente você é mais alegre, sociável, espirituoso e falante do que a maioria dos adolescentes com quem convive, do tipo que tem sempre a resposta certa na hora certa.

Outra característica evidenciada nas pessoas com o temperamento sanguíneo é a facilidade em fazer e em manter amigos. Sempre estão trazendo dinamismo e alegria para a casa ou sala de aula, vivem cercadas de gente, e na adolescência e juventude estão sempre procurando “agito” (uma atividade divertida se possível, para ocupar o tempo).

Os Melancólicos. A pessoa que tem o temperamento melancólico mais evidenciado é perfeccionista e analista. Ela gosta que tudo saia perfeito, seja um trabalho escolar ou uma festa, portanto, analisa todos os detalhes para que nada dê errado.

Se você tem este perfil, certamente gosta de o seu quarto, as suas roupas e seu material escolar de forma que sempre acha o que procura. É um bom aluno, responsável e atento, além de ser respeitador para com as figuras de autoridade, com os pais, avós, pastores e professores. Outra característica suas são a persistência e o planejamento. Você planeja para não errar, e é persistente na busca dos resultados esperados. É também pessoa de poucos amigos, mas é um amigo fiel, do tipo que se esforça pra agradar e com quem se pode contar em toda e qualquer situação.

Os Coléricos. Suas principais qualidades são liderança e independência. Desde criança você liderava os colegas da escola, e até hoje é quem dá a ultima palavra para decidir sobre um passeio ou resolver algo na escola. Sendo independente, sempre corre atrás do que quer, e não fica esperando que as outras pessoas façam as coisas por você, seja preparar um sanduíche ou mandar um recado para alguém.

Você é bastante dedicado e esforçado, além de ser muito persuasivo, não desistindo do que quer facilmente. Desde criança você sabe o que quer, pode até conseguir e insiste até cansar os seus pais, impelindo-os a ceder – é por esta razão que muitos dominam os coléricos como pessoas de “temperamento forte”. Mas saiba que você tem dons que se forem bem administrados, farão de você uma pessoa bem sucedida, seja na área ministral, profissional ou sentimental.

Os Fleumáticos. Os fleumáticos costumam respeitar horários e regras, estão sempre satisfeitos, são pacientes, reservados e agradáveis. São pessoas queridas, que dificilmente magoam os amigos, que procuram obedecer aos pais e professores, e que preferem não liderar grupos ou entrar em confusões e brigas. Pelo contrário, são diplomáticas e pacificadoras, sempre tentando juntar os amigos e os pais quando estes discutem ou brigam.

Se você é fleumático, certamente é também um bom conselheiro e ouvinte. As pessoas o procuram para falar de seus problemas, e você sempre tenta lhes mostrar o melhor ângulo da situação, acalmando os ânimos e aliviando as preocupações.

Conhecendo os talentos. Alguns talentos são inatos, como a constituição física que favorece a prática esportiva, fruto de uma herança genética privilegiada. Ou o dom de tocar um instrumento de cantar, que algumas pessoas desenvolvem ainda na infância, a despeito de não terem pais musicistas ou artistas.

Por fim, esforce-se. Se você quer ser um atleta, vai precisar praticar várias horas por dia. Se gosta de tocar um instrumento, precisa ter disposição para fazer muitos exercícios. Para ter uma boa voz, é necessário treinar as cordas vocais. Para desenvolver e aperfeiçoar talentos, é preciso prática, disciplina, persistência e paciência. Afinal, ninguém nasce pronto.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)