ADORAÇÃO, COMO É A SUA?

Conforme o número de evangélicos cresce o mercado de cultura gospel também cresce! 

O resultado?

Hinos, músicas, louvores, atos proféticos, ações, orações, e pregações não fundamentados na Palavra de Deus. Cultos que mais parecem shows, comércio da cruz e das bençãos! Culto aos ídolos gospeis: Thalles, Diante do Trono, Damares, etc..

A consequência direta?

Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído; (Isaías 29.13)

Sim, isso é parte da triste realidade cristã no Brasil. 

Fazendo uma volta à Bíblia, tomo o estudo dos Salmos como ponto de partida para uma reflexão sobre Adoração. Os Salmos, parte da adoração do povo da Bíblia, são orações, canções, testemunhos, ensinos, louvores que giram em torno de três assuntos principais: Deus Criador, Êxodo, e Aliança. (GIRARD, Marc. Série Como Ler o Livro de Salmos.

Analisando esses três pontos temos: 

1) A exaltação de Deus, o Criador, diante dos outros deuses, das criações humanas, e dos homens.
2) Ações de graças que lembram, e contam, o maior feito de Deus por esse povo, o Êxodo - libertação do Egito que permitiu a formação da nação de Israel, experiência de fé coletiva - é o contar e relembrar as maravilhas de Deus.
3) Ensino e lembrança da Aliança que Deus fez com Abraão, Jacó e com o povo durante a história deles.

Tomando os Salmos como modelo de adoração, louvor, letra e canção, nós teremos três pontos:

1) A exaltação do Deus Criador, a exaltação dos atributos de Deus frente os feitos humanos e de outros deuses.
2) Letras voltadas para contar, exaltar, a experiência de fé comum dos Cristãos - falar mais de Jesus Cristo, dos seus feitos, ações, ditos, sermões, morte, ressurreição, salvação, vida cristã.
3) Contar, lembrar, falar sobre a Nova Aliança - as promessas que contem no Novo Testamento.

O que quero dizer?
Que boa parte das nossas canções de adoração, louvor a Deus de fato não são de Louvor a Deus, pois não tratam das questões e princípios bíblicos. Nem tratam dos pontos mais importantes da nossa vida, enquanto cristãos!  

Sobre a famosa passagem:
Disse-lhe Jesus: Mulher, crê-me que à hora vem, em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.(João 4.21-24)

Adorar em espírito é adorar em todo lugar, não só na igreja, e com toda a sua vida. Adorar em verdade é se expressar em louvor, dança, oração com sinceridade- honestidade- franqueza. Sinceramente considero o adorar em verdade mais difícil, pois requer que nós olhemos para dentro de nós sem as tendências religiosas (máscaras) e então adoremos a Deus.

Quando vejo tudo isso, escrito até aqui, me dou conta de uma coisa: a sua adoração reflete o Deus que você adora e mostra qual é a sua compreensão sobre esse Deus. Logo, se Deus é prosperidade pra você sua adoração falará e exaltará a prosperidade. Se Deus é auto-ajuda, sua adoração exaltará a auto-ajuda. Se Deus é o que te vinga e te exalta para oprimir e dar na cara do outro, sua adoração exaltará isso!

Então, antes do adorar em verdade é: o quanto você conhece daquele que você adora?

Pense nisso, reflita, e com o discernimento do Espírito Santo e à luz da Palavra de Deus encontre a essência da adoração. Depois adore-O em espírito e em verdade, com o coração voltado a esse Deus.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)