CHAMADOS PARA SERVIR


“Deus realmente cuida e sustenta toda sua criação. Deveríamos ser inteiramente gratos a Deus por ele sempre estar nos sustentando em todas as áreas de nossas vidas. Na correria da nossa vida cotidiana, não percebemos as bênçãos que o Senhor nos tem feito. Esquecemos que é Ele que controla tudo, alimenta-nos e fortalece a nossa saúde. Damos a estes eventos uma ideia de conquista própria, entretanto, por detrás de todas essas maravilhas Deus está agindo. É dele que vem a vida e disposição para estarmos de pé. Dele vem o amor que nos capacita a amar o próximo. Dele vem a nossa força para o trabalho e estudo. Toda boa dádiva provém de Deus. Deus ainda nos capacita para realizarmos a Sua obra. Enche-nos de amor e esperança, fazendo de nós um só corpo, trabalhando para o bem de nosso próximo.”

O trabalho do homem é uma imitação do trabalho de Deus, uma participação na criação de Deus e na sua criatividade. Deus usa os seres humanos para realizar os seus propósitos. Ele capacita-nos para abençoar outras pessoas e sua criação.

Deus usa magistrados para nos proteger, os pais para cuidar de nós, e os cônjuges para nos abençoar. Diferente de que muitos pensam a vocação não é um ato exercido somente pelo povo de Deus. Deus usa até mesmo os ímpios. O poder de Deus e seu cuidado providencial vão além da Igreja. Ele reina na esfera secular, mesmo entre aqueles que se rebelam conta Ele.

Vocação é um chamado, a área no qual podemos experimentar a amor e a graça de Deus tanto nas bênçãos que recebemos dos outros, como na maneira como Deus está esta agindo por nosso intermédio.

O nosso relacionamento com Deus não tem nada a ver com nossas obras. Nossos relacionamentos com outras pessoas, entretanto, no mundo em que Deus nos colocou, envolvem nossas obras. As verdadeiras boas obras têm como finalidade ajudar alguém. Na nossa vocação, não estamos servindo a Deus, mas sim às outras pessoas.

Possuímos vocações a serem desenvolvidas em nossa família, como filhos obedientes, pais que cuidam e instruem seus filhos no caminho que devem andar, no nosso trabalho, sendo submissos aos nossos patrões, e na sociedade, sendo cidadãos conscientes, e obedientes ás autoridades e leis impostas em tudo que não haja pecado.

Nossas vocações seculares também são governadas por Deus.  Assim, com o nosso testemunho e pregação do evangelho estaremos posicionados a atingir pessoas de fora da igreja, colocando-nos em contato com pessoas que nunca passariam pela porta de uma igreja.

Nós cristão possuímos também a vocação divina de pregar o evangelho. Como num corpo, o povo de Deus é chamado diversas funções. Ambos precisam um do outro para bom funcionamento do corpo. São unidos em amor, com serviços diferentes, entretanto, com o mesmo propósito de engrandecer o nome do Senhor e de evangelização.

Viver uma vida plena em confiança e dependência de Deus, não é a coisa mais fácil do mundo. Somos chamados a carregar a cruz em nossas vocações. Diversas são as tentações, provações e situações que não são agradáveis a nós que vem para nos desanimar. É extremamente necessário que o crente esteja firme em Cristo, sempre numa vida de oração e devoção, até mesmo para o nosso crescimento espiritual e vocacional.  

A Bíblia nos diz para trabalhar e também para descansar. Quando nos depararmos como nosso último chamado, a convocação a morte, podemos entregar a nossa vida aos pés de nosso Mestre, que, tendo operando em todas as outras vocações, está operando nesta, para nos levar até Ele.

Resenha do livro: Deus em ação.

Gene Edward Veith, Jr.  

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)