O EXEMPLO DE ELI - PARTE II


Como já dito no post anterior, Eli era sacerdote e sua conduta aos olhos do povo e de Deus era boa. Além de ser sacerdote era chefe de família e tinha dois filhos, que também eram sacerdotes e exerciam o sacerdócio. Mas seus filhos não eram tão corretos como ele, pergunto-me se as muitas tarefas de Eli não permitiu que ele educasse/ensinasse os seus filhos como deveria. (Sabendo que na cultura judaica os filhos até certa idade eram criados pela mãe, e a outra pelo pai.)

A conduta dos filhos de Eli não era boa, serviam por obrigação (sacerdócio hereditário e restrito a tribo de Levi) um Deus que eles não conheciam (1 Sm.2.12), logo não o temiam. Não conhecer a Deus e não o temer deu liberdade a eles para corromperem o ministério sacerdotal. As praticas deles foram: abusar da sua autoridade e assim pegar dos sacrifícios aquilo que queriam (v.15-27), e tinham relações sexuais com as mulheres que trabalhavam na Tenda Sagrada, essas não eram as suas esposas, logo eles adulteravam. (1Sm.2.23-25)

Essas coisas chegaram aos ouvidos de Eli (1Sm.2.22), ele repreendeu seus filhos dizendo: “E disse-lhes: Por que fazeis tais coisas? Pois ouço de todo este povo os vossos malefícios. Não, filhos meus, porque não é boa esta fama que ouço; fazeis transgredir o povo do Senhor. Pecando homem contra homem, os juízes o julgarão; pecando, porém, o homem contra o Senhor, quem rogará por ele?” (1 Sm 2.23-25a)

Em seguida, mas não temos ideia de quanto tempo depois, Deus envia um profeta para falar com Eli. O profeta repreende Eli dizendo: “Por que pisastes o meu sacrifício e a minha oferta de alimentos, que ordenei na minha morada, e honras a teus filhos mais do que a mim, para vos engordardes do principal de todas as ofertas do meu povo de Israel? Portanto, diz o Senhor Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o Senhor: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados. Eis que vêm dias em que cortarei o teu braço e o braço da casa de teu pai, para que não haja mais ancião algum em tua casa.” (1 Sm 2.29-31)

Eli ao repreender os filhos só os repreende, dizendo que se pecamos contra Deus o nosso Juiz não haverá quem nos defenda, mas seus filhos não conheciam e nem temiam a Deus, logo eram indiferentes a Deus e as consequências da justiça de Deus. Ao não tomar nenhuma outra providencia para que eles mudassem de conduta, Eli honra mais os filhos e torna-se meio cúmplice deles não os faz converterem-se a Deus. É como se os filhos dele não precisassem de julgamento humano, pois eram filhos de Eli! Sem punição, sem outra repreensão.

A consequência desses atos foi corromper a adoração do povo. As atitudes deles corromperam, estragaram, desmereceram a adoração (manifesta pelos sacrifícios também) do povo a Deus. O texto nos conta a sentença de Deus a respeito disso: destituição da família sacerdotal, e morte aos corruptores. (1Sm.4.17)

A conduta de Eli não é um exemplo positivo, mas é comum nas igrejas. Nossos pastores e lideres religiosos são tão atarefados que se esquecem de cuidar, apresentar Deus e inspirar os seus filhos. É comum também termos julgamentos e condenações injustas (só porque o fulano é filho do pastor, ou só porque é filho do presbítero, ...) e a falta deles. Eli temia a Deus, mas não mostrou esse Deus a seus filhos. Ele julgou Ana pelo que ela aparentava ser, e acabou honrando mais seus filhos corruptos e corruptores da adoração do povo do que a Deus. Sabemos o fim deles, mas aterrorizá-los não é minha função! Minha função é levá-los a reflexão!!
E as perguntas que gerariam isso seriam essas:

- Que tipo de lideres somos, a quem temos honrado mais? Nossas praticas corrompem a adoração dos outros? Olhamos com ganância as coisas que são dedicadas a Deus? Como apresentamos o nosso Deus? Nossas praticas refletem o temor a Deus? Será que a lei e os julgamentos valem a todos, ou alguns têm privilégios?

Que cada um pense, reflita e escolha o exemplo que deve seguir, se espelhar. Graça e Paz a todas e todos.

Obs.: Os textos de referenciam são da Bíblia Almeida e Corrigida e Fiel.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui ( 1)

1 Comentário:

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)