AFLIÇÃO

Imagem retirada do Humaniversidade

“No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo. Eu venci o mundo.” (João 16.33)

E pra piorar a situação, a palavra aflição ainda vem no plural...

Na verdade, não é exagero quando dizemos que se tudo anda às mil maravilhas é porque algo não está certo. É uma verdade inquestionável: Todo aquele que faz a vontade de Deus estará sujeito a inúmeras provações. Assim foi com os irmãos e irmãs que viveram e sofreram antes de nós e não será diferente conosco (Mt 5.12). Não há meios de se evitar o sofrimento aqui na terra, pelo menos não o sofrimento a que todo o cristão está sujeito, mas temos ferramentas tão eficazes e tão acessíveis que somos capazes de superá-lo e ainda sairmos melhores e mais fortes dele.

Quando o sofrimento vem, o impacto causado pela perda, pelo dano, pela dor, nos desnorteia e se descuidarmos todo o nosso foco estará voltado para ele. Não nos lembraremos do grande poder que tem o nosso Deus e naturalmente a nossa carne tende a forjar meios, às vezes até ilícitos, de se livrar rapidamente do problema. Mas o problema nem sempre pode ser resolvido rapidamente. Moisés teve que peregrinar com o povo de Deus por 40 anos no deserto. Tudo bem que o povo foi culpado por prolongar tanto este tempo, mas, devemos lembrar que dentre eles existiam inocentes como Josué e Calebe e que acabaram tendo que sofrer junto com  o povo por esse longo período.

No desespero, procuramos socorro às vezes em quem não pode ajudar e até pode nos causar ainda mais dor e sofrimento. É verdade o ditado que diz que muito ajuda quem não atrapalha, assim como o que diz que é melhor sozinho do que mal acompanhado. Lembre-se de buscar ajuda primeiramente Àquele que nunca te decepcionará. Lembre-se de Deus na sua aflição, pois ele não apenas te livrará dela no momento certo como também te livrará da destruição causada pelos supostos amigos que aparecem nessas horas. Não se deixe levar pelo desespero. Estar triste por uma perda ou dano, chorar e lamentar são coisas tão humanas quanto normais e compreensíveis para Deus. Porém, o desespero em meio à angústia demonstra falta de fé no Todo-Poderoso.

Lembre-se do que disse o Senhor Jesus: “Se até vocês que são vis sabeis dar boas coisas aos filhos de vocês, imagina se o vosso Pai que está nos céus não o fará por vocês”. Deus está vendo o teu sofrimento e espera que você saia dele não como soldado desertor e sim como um vitorioso que retorna feliz e mais forte. A vitória não está em vida pacata e vazia e sim no fim da luta, da guerra travada dia-a-dia contra o mal. O inferno é implacável e sagaz e o mundo está cada dia mais cruel. Estamos sujeitos a sofrimentos tanto físicos quanto psicológicos. Tanto espirituais quanto materiais. Mas não podemos nos esquecer que “Maior é O que está em nós do que o que está no mundo” (1 João 4.4). Sofrimento não derrota cristão genuíno. Seja firme e confiante em Deus e haja crendo que o sofrimento é sempre passageiro para aquele que serve ao Senhor.

Abraços!

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)