A REVIRAVOLTA APOLOGÉTICA DA DISNEY!



Desde cedo (crianças) somos instigados a entrar na saga: "em busca do amor verdadeiro e da felicidade"! Saga que muitas vezes não é bem sucedida. Mais que isso, há ainda o ato, prova, do "amor verdadeiro" que geralmente (nos filmes Disney) é um beijo ou um ato heroico.  Os últimos dois filmes infantis que a Disney lançou me surpreendeu muito, afinal é ela quem coloca na nossa mente a busca do amor verdadeiro, o beijo de amor verdadeiro, as meninas super e os meninos super, o príncipe e a princesa, o conto de fadas.. 

A partir de suas estórias nós inciamos e desejamos entrar na na saga: "em busca do príncipe/princesa", "em busca do final feliz", "em busca do amor verdadeiro", e "em busca da prova do amor verdadeiro".

Porém observando o mundo, as pessoas e a vida, vemos que a cada dia estamos uma passo distante de tudo isso.

Como está a sociedade: com pequenos caos por toda parte! Como? Casais se separando, crianças traumatizadas, filhos que não crescem muito bem, pessoas desacreditas do amor e de Deus, relacionamentos instáveis, ter antes de ser, e por ai vai...  

Os últimos filmes da Disney (Frozen e Malévola) me surpreenderam muito, como já disse, pois mostram que o amor verdadeiro não é aquele (como antes era) entre homem e mulher e sim entre mãe-filho (a) e entre irmãos! 

Amor esse que tem diminuído a cada dia. Neah? 

Sinceramente fiquei feliz pela mensagem que a Disney passou desta vez, pois as pessoas estão preocupadas com a falta de amor entre a família, entre as pessoas desconhecidas, as pessoas não sabem mais amar nem cuidar uma das outras!

Mais sinceridade? Penso que Deus nos dá a família antes do príncipe/princesa e por isso saber amá-los e cuidá-los é essencial para sabermos amar e cuidar do príncipe/princesa.  Viver esperando amar alguém perfeito não deve ser nosso objetivo nem plano de vida, e sim amar aqueles que Deus colocou a nossa volta! 

E, sim, se o amor de Deus na Bíblia (AT) é comparado ao amor de mãe pra filho, e é maior que esse, creio que deveríamos prestar atenção nesse amor mãe-filho(a) para começarmos a ver Deus em nossas vidas, e aprender a amar as pessoas, os animais e aquilo que Deus nos dá.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)