ESPERANÇA, DOCE ESPERANÇA


Contextualizando: Sinceramente? Sinto falta de ouvir, escrever e ler textos esperançosos.

Geralmente depois que aceitamos a Cristo demoramos a conseguir entregar tudo, e todo o nosso coração a Ele, parece que precisamos o conhecer mais para então depositarmos a nossa confiança "plena" nEle. Confiança "plena"? 

Sim, é aquele deposito que no momento é 100%, e só descobriremos a real "quantidade" posteriormente, nos momentos de decisão, aflição, angustia e frustração quando teremos que confiar mais. Acredito que quando aceitamos a Cristo, e caminhamos com ele, começamos a descobrir o Reino de Deus que foi anunciado e iniciado pelo próprio Cristo quando esteve vivo. Jesus para ensinar o povo, sobre o que era e como era o Reino de Deus, utilizou comparações (já mencionadas no post da segunda passada). Esta é a minha comparação preferida:

Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao grão de mostarda que o homem, pegando nele, semeou no seu campo; O qual é, realmente, a menor de todas as sementes; mas, crescendo, é a maior das plantas, e faz-se uma árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos. (Mt 13.31-32)

Jesus compara o Reino de Deus com a menor semente que eles (Jesus e as pessoas da sua cultura) conhecem: a mostarda. Semear esta semente me lembra coisas:
  1. Semente = palavra de Deus, (1 Co. 3.4-9)
  2. Semente = fé, (Mt 17.20)
  3. Semente = parábola do semeador. (Mc 4.1-11; Mt 13.1-11)
Considerando  a semente como palavra de Deus, a mensagem dos Evangelhos, temos: a mensagem dos evangelhos é pequena como a semente de mostarda, e desta não se espera muita coisa, devido o seu pouco potencial, aparente. A semente da mostarda, segundo a parábola, após ser semeada (germina, nasce) cresce, esta semente se tornará uma árvore. Que será grande, forte e boa até para os passarinhos fazerem ninho nela.

Considerando  O Reino de Deus como a prática do Evangelho de Cristo, temos: O Reino de Deus vem por algo "insignificante", (não estou chamando o evangelho nem a salvação de insignificante!) a semente, que após nascer e crescer vai culminar em uma  árvore, cujos galhos se espalharão por todos os lados e serão fortes o suficientes para abrigar as pessoas.

Pensamento: Se esta semente "insignificante" for semeada no seu coração e o Espírito Santo a fizer crescer, ela irá se tornar uma árvore forte e grande. Ela irá se espalhar por todas as áreas da sua vida, ela modificará todas as áreas da sua vida e tornará possível que outros se acheguem até você, e se abriguem nas Palavras de Jesus que estará em você. Não somente isso, o Reino de Deus será visto pelas suas ações, e na prática do Evangelho há abrigo para as pessoas humildes como pássaros, e sedentas como a corsa. Assim, as sementes que o Reino de Deus produzir darão outras árvores na vida de outras pessoas, e o Reino de Deus transformará mais vidas. Contudo, se você ainda está tímido, pois não conhecem bem o Cristo ou sua confiança ainda não é "plena" n’Ele, pensar isso pode ser assustador pois, segundo a vontade de Deus, a semente germinará-crescera-se fortificará e modificará toda a sua vida, te influenciará. 

Honestamente? Ainda me lembro da primeira vez que li esse texto, e do que entendi sobre ele (o que escrevi acima). Essa Palavra me dá esperança e coragem. Saber que a palavra de Deus não é um conhecimento matemática (por exemplo) estático  e concentrado no coração, mente e na vida  me mostra que o Espírito Santo está agindo em mim mesmo que eu não perceba. Deus está agindo como o crescer de uma árvore, rápido se comparar com o processo de fortalecimento da mesma.

Se a mensagem da Boa Notícia foi plantada e já germinou saiba que o Espírito Santo está agindo em seu coração, mente e vida. Pare pra observar. Pare pra orar. 

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)