VOSSO AMOR É COMO ORVALHO + PARÁBOLA DO SEMEADOR - REFLEXÕES

Imagem retirada do site: Projeto Semeador
“(...) As que caíram sobre as pedras são os que recebem a palavra com alegria quando a ouvem, mas não têm raiz. Crêem durante algum tempo, mas desistem na hora da provação. As que caíram entre espinhos são os que ouvem, mas, ao seguirem seu caminho, são sufocados pelas preocupações, pelas riquezas e pelos prazeres desta vida, e não amadurecem. Mas as que caíram em boa terra são  os que, com coração bom e generoso, ouvem a palavra, a retêm e dão fruto, com perseverança". (Lucas 8.13-15 ) 

“O vosso amor é como orvalho, como a nuvem da manhã que logo passa.” (Oséias 6.4) 

No decorrer da nossa caminhada cristã, chegamos a um estágio onde tudo parece estar bem, temos comunhão com Deus, fazemos a obra... Mas as vezes as coisas parecem não andar, como se nossa vida ficasse apenas em um estágio.  

Jesus nos leva a refletir sobre as nossas motivações para segui-lo. Se vivemos para o conforto e facilidade, não vamos desistir da nossa cama, dinheiro e entretenimento para segui-lo. Se a comunidade ideal é o que motiva as nossas decisões, não vamos desistir de amigos e familiares. Se quisermos ser seus discípulos, devemos ser motivados por algo maior do que o conforto e a comunidade. Seu Reino deve nos motivar, e o Reino requer sacrifícios. 

Verdadeiros discípulos considerarão e assumirão o custo de segui-lo vez após vez. Eles suportarão porque, ao encontrar o Reino, eles encontrarão um Rei digno de seu sacrifício. Procurando o porquê de sua existência, eles descobrirão uma pérola de grande valor. Os discípulos que são motivados pelo MODO PRÁTICO só podem considerar o custo e abraçar a causa de fazer discípulos que fazem discípulos, mas quando chega o momento decisivo, eles se afastam de Jesus, e não o seguem. Precisamos de mais do que os “comos” (como ser bem sucedido, como ter uma vida de oração vitoriosa), precisam de um POR QUE, uma razão, para atravessarem as adversidades que vem quando buscamos primeiro o Reino de Deus. 

Na verdade, estamos na igreja, mas muitas vezes longe do Pai, longe de conhecer seu coração, sufocados com as preocupações do dia a dia, sufocados com nossas orações mal feitas onde só eu falo e não tenho tempo para ouvir Deus. Estamos sufocados. É como um fast food. Comemos um “enorme sanduíche” do entretenimento, uma pizza de trabalho, batatas fritas de sono... Isso pode nos satisfazer por um tempo, mas por dentro sabemos que estamos podres, assim como comidas gordurosas prejudicam nossa saúde.  

1) O LUGAR DE DESCANSO  

Para conhecer ao Senhor é preciso irmos para o lugar de descanso. Onde as pessoas não podem nos influenciar, silenciar a voz do nosso ego, silenciar nossas verdades. Marta vivia em um sistema que a sufocava e grande era o desejo dela de servir ao Senhor, porém, ela ainda não havia encontrado o lugar de alívio onde ela podia ser quem ela era, sem máscaras, sem ter que fazer algo para agradar. 

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. (Efésios 2.8-9)”. Estamos constantemente tentando agradar a Deus com nossos próprios esforços, mas o maior sacrifício já foi feito. Conhecer a Deus não é um processo robotizado, mas um RELACIONAMENTO. 

2) CONHECENDO O CORAÇÃO DE DEUS 

Quando estamos perto do coração do Pai Ele nos mostra quem realmente somos, Ele joga sua luz nos lugares do nosso coração onde ninguém tem acesso, nossa primeira reação é o desespero, pois escondemos nossa podridão dos outros e de nós mesmos por muito tempo. Ficamos envergonhados. Porém, Deus não faz isso para nos humilhar e sim para mostrar que somos HUMANOS. Que somos falhos e a esperança para nós é A CRUZ DE CRISTO. O amor tem uma voz, o amor tem um nome e esse nome é Jesus. Toda nossa noção destorcida sobre o amor, nada disso se compara ao amor INCONDICIONAL DE DEUS. 

3) REFLETINDO O AMOR 

Quando conhecemos o Senhor, quando paramos tudo para ouví-Lo, ouvimos a voz Dele nos chamando. Quando tiramos tempo para escutar o Senhor, sabemos que nada bom pode vir de nós e que tudo que é bom vem Dele. 

“Não erreis, meus amados irmãos. Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.”(Tiago 1.16-17). Quanto mais tempo você passa com o Senhor, mais você se parece com Ele, não pelo seu próprio esforço, mas pela obra do Santo Espírito. Passamos a enxergar as pessoas com os olhos de Jesus, não por sermos superiores, mas porque Ele nos enxerga com olhos de amor.  

Nunca seremos perfeitos até chegar o grande dia que Ele nos buscará, mas sabemos que não podemos nos acomodar, não podemos nos conformar com o sistema e pensar que está tudo bem. Há sempre uma palavra dos céus para nós, que os nossos ouvidos possam estar abertos e o nosso coração não seja endurecido ou sufocado pelos prazeres dessa Terra. Ajuda-nos Senhor, não conseguiremos sem Ti. O Senhor é tudo que temos e não há razão para viver sem Ti. Não queremos apenas existir, queremos viver passo a passo contigo. Seja nos momentos felizes ou tristes.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)