POR QUE VOCÊ BEBE?

Imagem retirada de: Minutos de sabedoria
A paz do Senhor galera, tudo bem com vocês? Espero que sim! Pretendo hoje aqui falar/estudar sobre um assunto interessante “bebidas alcoolicas”, no qual muitas pessoas podem concordar ou discordar.

O objetivo dessa mensagem é fazer vocês refletirem sobre o consumo de bebidas alcoolicas. Não estamos julgando ninguém, pelo contrário, estamos estendendo a mão e procurando ajudá-los de alguma forma.

Vamos começar com o conceito de bebida alcoolica, segundo a Wikipédia bebida alcoólica é toda a bebida que contenha álcool etílico, também chamado de etanol.

Você sabia que as bebidas alcoólicas são uma droga?

A bebida alcoolica pode ser considerada como a droga mais vendida no planeta, e o alcoolismo, dela decorrente, é um sério problema de saúde pública mundial.

Você sabia que as bebidas alcoólicas são a porta de entrada para o consumo de drogas?

Pesquisas recentes sobre os efeitos do álcool no cérebro de adolescentes mostram que essa substância, consumida num padrão considerado nocivo, afeta as regiões responsáveis por habilidades como memória, aprendizado, autocontrole e principalmente a capacidade motora.

·         Hipocampo

O hipocampo está ligado aos processos de memorização e aprendizado. Experimentos com ratos realizados na Universidade Duke, nos Estados Unidos, mostraram que, em cobaias adolescentes, o álcool tornou mais lenta do que em espécimes adultos a atividade dos neurônios envolvidos na formação de novas memórias. Conforme foi aumentada a dosagem de álcool, a atividade cessou completamente.

Em adolescentes humanos, isso pode ser a explicação para os lapsos de memória durante o abuso do álcool. Antigamente, pensava-se que essa situação ocorria apenas em adultos.

·         Lobo frontal

O lobo frontal está ligado à concentração, ao planejamento e à iniciativa; essa área é essencial para qualquer pessoa controlar o impulso e medir as consequências de seus próprios atos.

Um estudo realizado na Universidade da Carolina do Norte submeteu ratos ao equivalente a quatro dias de intensa bebedeira. O dano cerebral nas cobaias adolescentes foi duas vezes maior do que nas adultas. Com base nisso, conclui-se que o consumo de álcool em larga escala na adolescência pode levar o adolescente, na fase adulta, a ter dificuldades para, entre outras coisas, tomar decisões e definir o que é certo ou errado para si.


Você sabia que o consumo de bebidas alcoólicas trás prejuízos a saúde?

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), estudos apontam que o "consumo baixo ou moderado de álcool" resulta em uma redução no risco de doenças coronárias. Porém, a OMS adverte que "outros riscos para a saúde e o coração associados ao álcool não favorecem uma recomendação geral de seu uso".

Foi comprovado que o consumo não moderado de álcool está associado a um maior risco de doença de Alzheimer e outras doenças senis, angina de peito, fraturas e osteoporose, diabetes, úlcera duodenal, cálculo biliar, hepatite A, linfomas, pedras nos rins, síndrome metabólica, câncer no pâncreas, doença de Parkinson,artrite reumática e gastrite. O consumo não moderado também pode dificultar a memória e o aprendizado, e até piora a pontuação em testes de QI.

Todavia, um estudo sobre vinhos publicado na American Journal of Clinical Nutrition descobriu que vinhos sem álcool possuem os mesmos benefícios do vinho comum, e que o álcool pode reduzir os benefícios. Acredita-se que sejam os flavonóides presentes no vinho da uva que protegem contra doenças do coração e alguns tipos de câncer. Eles aceleram o sangue durante o consumo de bebida. Porém, um estudo recente veio demonstrar que o consumo de álcool é culpado por mais casos de cancro do que se julgaria. Segundo o estudo, mais de 2600 casos de cancro da mama e quase 1300 casos de cancro da boca estariam relacionados com o hábito do consumo de álcool na Austrália.

Por que você bebe?

Bom, eu (Taiany) acredito que muitos responderam que bebem por prazer, para não ficar de fora na roda dos amigos, para curtir a festa, porque gosta, para ficarem mais corajosos e fazerem coisas que jamais fariam sem o consumo do álcool, para esquecer os problemas, porque está viciado, etc.,

Para vocês,deixo esses versículos:

“Se alguém quiser vir comigo, renuncie-se a si mesmo, tome sua cruz e siga-me”. (Mateus 16. 24-28)

“Vocês não sabem que a amizade com o mundo é inimizade com Deus? Quem quer ser amigo do mundo faz-se inimigo de Deus.” (Tiago 4.4) 

Você ter amor a sua vida?

Se uma pessoa ama sua própria vida, se importa, se preocupa com a sua saúde e bem estar, sabemos que o álcool não proporciona isso, então se você está consumindo bebidas fermentadas, automaticamente você está destruindo sua própria vida e acarretando seus anos de vida, ocasionando riscos drásticos a sua saúde física e provavelmente psicológica.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” (1 Coríntios 6.12)

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.” (1 Coríntios 6.19-20)

Você sabia que pode matar famílias?

É uma trágica realidade e uma das maiores causas de acidentes no transito. Muitas pessoas por negligência, dirigem embriagadas, confiando na sua capacidade (que está de fato totalmente alterada pelos efeitos do álcool) e acabam se envolvendo em acidentes, na maioria das vezes fatais e colocando a vida de famílias em risco, gerando destruição física, como morte, paralisia, e outras deficiências, além de destruições psicológicas, como traumas, etc.. É simples, basta se colocar no lugar dos outros, faça a si mesmo essa pergunta: Eu gostaria que alguém estivesse dirigido embriagado e colocasse a vida de meus filhos, meus pais e amigos em risco?

Liberdade?

Com o passar dos anos, as definições e valores éticos e morais foram deixados de lado ou invertidos. Para muitos o fato de estarem consumindo álcool as torna livre. Vamos raciocinar: uma pessoa que está viciada, por exemplo, ela não tem liberdade de renunciar o seu alvo viciante, se ela fosse livre ela conseguiria dizer não. Você acha que uma pessoa que não consegue dizer não, pelo motivo de estar presa em algo (vício) é realmente livre? Você acredita que ela é feliz? Essa felicidade é ilusória/passageira.

Quando uma pessoa é livre, ela tem a plena capacidade de escolher o que é melhor. A partir do momento em que ela escolher o pecado, automaticamente se tornará presa do vício, e por isso infeliz, e mais uma vez ela buscará novas fontes de prazer com mais intensidade, pois abriu-se um vazio na alma que precisa ser preenchido com algo. Quando elas encontram esse algo, no momento é ótimo, mas em seguido vem à angústia e a necessidade de obter mais daquilo. Para você, isso é a verdadeira felicidade? Ser dependente de algo ou sentir um vazio na alma e angústia após momentos de prazer, é felicidade? Reflita.

Vícios?

Vício (do latim vitium”, que significa “falha” ou “defeito”) é um hábito repetitivo que degenera ou causa algum prejuízo ao viciado e aos que com ele convivem.

Seu oposto é a virtude.

“A virtude é quando se tem a dor seguida do prazer; o vício, é quando se tem o prazer seguido da dor” - Margaret Mead

A ciência tenta explicar em todas as suas vertentes a origem do vício, mas filosoficamente isto é contraditório, já que o conceito de ciência não prescinde de moral ou ética, ao menos no sentido social, em sua prática investigatória, e portanto, tal conceito não pode ser quantificado ou isolado para análise imparcial.

Por outro lado, em se tratando de dependência, seja ela de ordem orgânica, psico-social ou mista, há grandes possibilidades de se encontrar medicamentos definitivos e de maior qualidade, que eliminem o vício em suas diversas formas. Para a psicologia comportamental o vício é resultado de uma construção orgânica, desencadeada pelo reforço de uma relação entre estímulo e prazer químico, ou ainda, é uma questão puramente biológica, em detrimento da abordagem simbólico-linguística que a psicanálise Lacaniana enuncia. As pesquisas dessa linha de conhecimento fornecem dados a partir de experimentos com animais menos desenvolvidos psicologicamente que o homem como ratos, gatos e cachorros e outros animais, que não possuem realidade social, individualidade ou auto-consciência, como ocorre nos seres humanos.

Jesus liberta?

Sim! Com muito prazer.

Todos nós estamos sujeitos ao mundo, ao pecado, aos prazeres, porém o Senhor nos alerta das consequências do mau caminho. Se você está viciado ou consome o álcool de vez enquanto, saiba que Jesus te ama e se importa com você. Ele jamais vai desistir de você ou deixar de te amar por causa de seu pecado. Mas se você quer realmente ter comunhão com Ele e viver eternamente em Sua presença é necessário que você abandone o pecado e buscar dia após dia seguir o exemplo de Jesus. Jesus quer te libertar, Ele estende a mão e promete que irá te ajudar, mas isso deve partir inicialmente de você. A questão é: você quer ser liberto?  

Meditem em alguns textos: A lutaAbra mãoO pecadoLutando contra a minha carne

Olhe sua Palavra: Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos”.

“E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”.

Responderam-lhe: “Somos descendência de Abraão, e nunca servimos a ninguém; como dizes tu: Sereis livres? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. (João 8.31-36)

Onde está escrito que consumir bebidas alcoólicas é pecado?

Vejo muitas perguntas referentes onde está escrito que tal coisa é pecado ou é certo. Na Bíblia nem sempre encontraremos as palavras como conhecemos, mas é fato que tudo o que precisamos saber está na Bíblia nos orientando, isso é uma verdade inquestionável, porém, muitas pessoas por falta de sabedoria não conseguem perceber o que o Senhor está falando, nesse caso a pessoa precisa ser humilde de buscar sabedoria e discernimento.

Reflita nesses versículos:

“Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito.” (Efésios 5.18)

“De quem são os ais? De quem as tristezas? E as brigas, de quem são? E os ferimentos desnecessários? De quem são os olhos vermelhos? Dos que se demoram bebendo vinho, dos que andam à procura de bebida misturada. (Provérbios 23.29-30)

“Todas as coisas me são lícitas; mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas; mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” (1 Coríntios 6.12)

“O vinho é escarnecedor, e a bebida forte, alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.” (Provérbios 20.1)

“Mas o fruto do Espírito é: caridade, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.” (Gálatas 5.22-23)

“Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (I Coríntios 6.19)

“Não sabeis que os injustos não hão-de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões; nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido, mas haveis sido lavados; mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus.” (1 Coríntios 6.9-11)

“Rogo-vos, pois irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.1-2)

“Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, há vontade da carne, há desejo dos olhos e à soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo” (João 2.15-17).

Veja mais versículos aqui.

Para acessar mais textos sobre esse assunto, clique aqui.

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)