SEMENTES

Imagem retirada de: Ariel Nobre

Todas as flores, um dia, já experimentaram a feiura, aridez e secura do solo. Elas já foram sementes. Nem sempre o grão é protegido e abrigado em terra adequada. Por vezes, muitos deles são levados por passarinhos, ou outros mamíferos, para lugares distantes e improváveis: entre pedras, espinhos, calor intenso. O solo fértil nem sempre está à fácil acesso. Por qual razão?

Somos soterrados pelas atividades diárias que quase não nos sobra tempo para um momento particular com Jeová Deus. Negligenciamos o agradecer pelo ar que respiramos e pelo pão que repartimos, o sair e o chegar, o levantar e o deitar. Esquecemos dentro da gaveta do armário o que tanto prezamos, ou fingimos prezar: o coração agradecido. (Colossenses 3.15)

Em Mateus 13.1-23, Jesus nos conta a Parábola do Semeador e faz uma analogia às Sementes do Evangelho e aos diferentes tipos de corações receptores (solos). Para que a terra abrigue os grãos de forma sadia, é necessário que o semeador faça reajustes: (1) arar o solo, (2) regar a semente diariamente para que o calor intenso não a sufoque, (3) fazer a limpeza do local para que não acumule pedregulhos ou espinhos façam morada… Se há vida, cuidados são essenciais. Haverá ameaças de seres indevidos? Sim, faz parte de todo pedaço de chão. Não constantemente o tempo irá contribuir, dias mais frios que outros irão surgir. O segredo é não dormir.

A nossa vida espiritual também é assim. Estamos, continuamente, vulneráveis ao lado externo da zona de conforto. Porém, o que diferencia o nosso solo para os demais é a nossa vontade própria de protegê-lo e fazer a Semente florescer. Isso não depende do irmão ou de alguma outra liderança, apenas de cada um de nós. Vamos começar aos poucos, um passo de cada vez.

“Que as minhas palavras e os meus pensamentos sejam aceitáveis a Ti, ó SENHOR Deus, minha Rocha e meu defensor!” (Salmos 19.14) - Nova Tradução na Linguagem de Hoje.

Toda flor já foi semente… Não se esqueça desta verdade!

Autoria: Malena Flores

Fonte: Sementes

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)