FORA DO TEMPO

Imagem retirada de: Blog do Amilton Menezes 

Não apresse o que não é para ser apressado.

A ansiedade e a vontade de desejos realizados faz parte do ser humano. Queremos resultados rápidos, somos, muitas vezes, desesperadamente apressados.

Isso pode ser, de fato, muito prejudicial para nós.

Na questão de antecipar fases da vida, podemos pular etapas que possuem um valor significativo e que precisavam ser vivido.

Por exemplo, uma adolescente de 13 anos que fica grávida. Ela poderia viver essa fase tão bonita (de ser mãe, cuidar de um filho) no momento certo, onde ela tivesse maturidade emocional, físico, etc., para ela mesma e para educar seu filho. Além disso, ela poderia terminar os estudos, trabalhar, fazer uma faculdade, etc. e depois de adquirir estabilidade psicológica e financeira, se tornar mãe. Mas o desejo de namorar, de experimentar o prazer do sexo, assim saciando seus impulsos, desejos e instintos, ela decide não esperar, apressando algo que deveria ser muito melhor se fosse no momento certo. Ela pula etapas da adolescência, da juventude, onde ela poderia brincar, estudar, se divertir (de forma responsável) com amigos e família. Ademais, além dos resultados emocionais, ela pode ou não enfrentar a gravidez, o preconceito, etc..

Outro exemplo, quando um garoto de 12 anos começa a utilizar drogas. Enquanto ele poderia estar brincando de jogar bola, sair com os amigos (de forma responsável), investir nos estudos, etc., ele passa a depender, a viver em torno das drogas “pulando” a fase da adolescência e juventude que deveriam ser ao máximo aproveitadas para uma história completa e realizada.

Observam-se tantas fases (de crianças, adolescentes, jovens) roubadas! E isso é muito triste, pois estes, não possuem uma história completa, onde momentos importantes que fazem parte da vida são apagados por responsabilidades, por acontecimentos precoces.

É um assunto muito delicado, pois envolve uma série de questões que devem ser levados em conta, seja a cultura, seja o ambiente vivido, as condições financeiras, os acessos a informações, a presença familiar, etc.. É por isso que nunca devemos julgar ninguém, pois sempre há uma história atrás de um fato. Além disso, cada ser humano é único, então, não somos obrigados a concordar ou aceitar, mas o respeito é essencial.

Não estou aqui para julgar ninguém. A questão toda é que nós podemos escolher o que vamos fazer, o que vamos ser mesmo em meio às circunstancias mais difíceis. Ou seja, precisamos nos conscientizar que há uma grande responsabilidade da nossa parte em escolher caminhos que nos façam bem e ao próximo.

O objetivo desse texto é fazer com nós possamos refletir sobre as escolhas que temos feito. Será que não estamos pulando etapas da nossa vida? Será que vamos nos arrepender de alguma escolha? Vale à pena apressar algum evento para saciar de impulso momentâneo?

Que possamos refletir e buscar sabedora para não nos sentirmos mal emocionalmente, psicologicamente e, até mesmo fisicamente, etc..

Obs.: Que fique claro que o texto se refere às escolhas, ou seja, onde cabe ao indivíduo optar por aquilo que lhe parece melhor. O texto não se refere aos acontecimentos que envolvem outra pessoa que interrompem essa fase. Por exemplo, um estuprador que engravida uma mocinha, isso é um outro assunto, pois a moça não teve escolha, foi um acontecimento. Assim como traficantes obrigam mocinhos a entrar para o mundo das drogas.

Para uma pessoa que tem condições e consciência, é imprescindível que se reflita sobre isso a fim de não se prejudicar a curto ou em longo prazo.

Não perca a sua infância com bebidas, com cigarro, com namoros doentios e prejudicais. Curta os mínimos detalhes que acontecem na vida. Aprenda á valorizar cada dia como se fosse único. Ame quem está próximo, ouça o conselho daqueles que querem o seu bem e possuem experiências. Não queira perder etapas da sua vida, aproveite, aprenda, amadureça em cada um deles e seja feliz, tenha boas, engraçadas e experiências para contar para sua família.

Utilize o seu tempo para fazer atividades produtivas, proveitosas e que gerem resultados positivos. Faça uma atividade física, aprenda algum instrumento, ame sua família, aproveite seus amigos, estude muito, sonhe, planeje, ame as pessoas, não permita que maus sentimentos dominem seu coração, tenha foco, tenha metas, tenha fé. Busque sabedoria, conselhos; fique por dentro do conhecimento e viva cada etapa da sua vida da forma como deve ser vivida.

Se você é criança, brinque muito, faça arte (saudável), colora, sorria. Se você é adolescente, estude, sonhe, planeje o futuro, busque conhecimento, corra atrás de uma faculdade, pense no seu futuro emprego, aproveite seus amigos, aproveite os momentos, sorria das dificuldades da adolescência, seja forte, seja corajoso, não deixe nada de ruim (seja sentimentos, pensamentos) entrar em seu coração, brinque, fale com seus amigos, converse com seus pais, saia para fazer alguma atividade física, faça o que você gosta (ex.: aprender a tocar algum instrumento). Se você é um jovem, invista no seu futuro, estude para ser destaque, seja um excelente profissional, seja amigável, aproveite cada instante do seu tempo para o bem.

Para concluir: “Tudo tem um tempo determinado, há um tempo para todo propósito debaixo do céu.” (Eclesiastes 3.1)

A Palavra de Deus é muito sábia, simplesmente perfeita e esse versículo é bastante conhecido e um grande conselho para nós. Que possamos aproveitar cada tempo da forma apropriada.

Lembre-se: Não apresse o que não deve ser apressado.

Com carinho;

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)