DECISÕES

Imagem retirada de: Recados, etc..

As decisões que tomamos por impulso tentem a ser incorretas. Não é prudente que um barco saia em meio à tempestade. É melhor esperar a tempestade passar para o barco sair com segurança. Isso vale para as nossas escolhas.

No meio de uma tempestade, dificilmente, conseguimos escolher a rota correta. Porque nos falta visão clara. A visão clara depende do nosso diálogo interno. É preciso fazer silencio. E isso não é fácil, porque há barulhos por todos os lados.

A nossa carência faz com que precisemos perguntar a opinião do outro o tempo todo. E faz com que precisemos do apoio, do aplaudo do outro. Isso é ruim, porque a minha realização não está no outro. O outro faz parte da minha história e é ótimo que eu tenha todas as condições de ouvir opiniões, de conversar serenamente, mas a decisão tem que ser minha. E só será minha se eu conseguir refletir.

Vidas desperdiçadas pela ausência de reflexão, pelo desejo de se mostrar mais corajoso do que o outro. Isso não é coragem; É temeridade!

Fonte: Da graduação para o mercado de trabalho: caminhos para o sucesso – 1º Edição. Estácio de Sá. Capítulo 3. Inteligência Alpha: uma reflexão sobre o potencial humano. A partir da página 53 até a página 88. 

Comente pelo Facebook ()
Ou Comente Aqui (0)

Seja o Primeiro a Comentar!

Caso precise de resposta em sigilo, favor utilizar a nossa página de contato :)